SIGA-NOS
Formulário de Contato
Blog

Blog

Cuidados com o estresse podem evitar episódios de depressão

No mês de prevenção ao suicídio, o estresse e a depressão são assuntos indispensáveis

Publicado no dia: 21/09/2018
Cuidados com o estresse podem evitar episódios de depressão
Por Talita Paes

Você com certeza já ouviu alguém dizendo “Ando muito estressado”. Infelizmente, nos dias atuais, esta tem sido uma frase frequente de pessoas das mais diferentes idades. O estresse pode desencadear sérios problemas a saúde e por isso é importante prevenir.

O estresse normalmente é ativado quando nos sentimentos ameaçado, sendo este um mecanismo de defesa do organismo. Àqueles que passam por muitos momentos de tensão ao longo do dia, tendem a passar por situações estressantes com maior frequencia. No ambiente corporativo isso é ainda mais evidente por conta dos prazos e da pressão por resultados diários.

Normalmente as manifestações do estresse acontecem com doenças gastrointestinais, cardiovasculares, respiratórias, músculo-esqueléticas, dermatológicas e imunológicas. No entanto, essas não são as únicas conseqüências. Quando excessivo, o estresse pode causar problemas psicológicos tais como ansiedade, esquizofrenia e depressão.

Segunda a psicóloga Lilian, da equipe B2Corp, além dessas manifestações citadas acima, quando se trata de ambiente de trabalho o impacto do estresse podem causar diferentes reações aos funcionários. “Pode haver dificuldades em atentar-se a informações repercutindo em alterações na memória; diminuição da produtividade; prejuízos sociais; perda de interesse em tarefas anteriormente prazeirosas, dentre vários outros riscos. Desta maneira, o trabalho preventivo, assim como um acompanhamento do profissional que entrou em processo de estresse é fundamental.”

Hoje, a depressão atinge cerca de 15% dos homens e 25% das mulheres. Em 2016, por decorrência de fatores estressantes no ambiente corporativo, mais de 75 mil pessoas foram afastadas do trabalho por depressão. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) até 2020, a doença será a enfermidade mais incapacitante em todo o mundo.

Diante desses dados, este é sem dúvida um assunto que precisa ser tratado com atenção especial. Para isso, cuidar do nível de estresse no dia-a-dia pode ser a melhor solução para evitar grandes problemas no futuro.
 
Dicas para aliviar o estresse no ambiente de trabalho

Lilian ressalta algumas medidas que podem ser tomadas para ajudar a amenizar o estresse. “A inclusão periódica de palestras ou grupos onde o funcionário possa dialogar sobre temas específicos e trocar experiência com os colegas auxilia grandemente o alívio de tensões, assim como propor aos mesmos o planejamento do dia com listagem de prioridades”. Além disso, a psicóloga sugere outras atividades que podem contribuir para o alívio do estresse:

1. Refletir sobre não ser perfeccionista e aceitar a ajuda dos colegas quando preciso;
2. Encarar as atividades profissionais como um desafio encorajador;
3. Compreender que todos apresentam limitações e então encarar que além de apresentarmos fragilidades nossos parceiros de trabalho também precisam da paciência dos colegas;
4. Realizar algumas pausas e sempre que possível, aderir às atividades físicas;
5. Refletir sobre o que proporciona prazer dentro e fora das instituições e nunca pegar para si o que não é seu (aspectos emocionais).

Quando estiver fora do ambiente corporativo outras dicas também podem contribuir para manter o equilíbrio emocional e o estresse bem longe:
 
1. Ter uma boa noite de sono, em quantidade e qualidade;
2. Entender seus sentimentos e tentar diferenciar as situações, ou até mesmo as pessoas e o relacionamentos que causam tensão, nervosismo ou qualquer tipo de danos ao bem-estar emocional;
3. Reserve um tempo para você. Leia um livro, assista um filme, faça meditação, entre outras atividades que ajudem a trazer uma sensação de paz;
4. Sempre que precisar, procure ajuda de um profissional.
 
Levar em consideração essas medidas pode ajudar muito a amenizar o estresse e consequentemente evitar uma possível depressão. Esta, por sinal, tem sido uma das maiores causas de suicídios no mundo. De acordo com dados da OMS, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. O Brasil ocupa a 8º posição em números absolutos de suicídio no mundo. Adotar medidas preventivas de ajuda e auxílio são indispensáveis.

Deixe o seu comentário

0Comentários

« Voltar