SIGA-NOS
Formulário de Contato
Blog

Blog

Meditar para produzir

Antiga prática oriental chega às empresas com uma nova finalidade – acalmar mentes e melhorar desempenhos

Publicado no dia: 01/08/2018
Meditar para produzir
“A ciência mostrou que a meditação altera o organismo”, diz o neurocientista americano Richard Davidson, uma das referências mundiais na área e pesquisador da Universidade de Wisconsin-Madison. Estudos recentes sugerem que muitas das ações desencadeadas por esse treinamento mental refletem nas habilidades consideradas importantes para o sucesso profissional, entre elas a rapidez para tomar decisões. Nasce então, o interesse das empresas na meditação. 

A técnica é conhecida por ensinar como se concentrar e por isso é capaz de desenvolver a capacidade de tomada de decisões e, consequentemente, ajuda a pessoa a ter novas ideias. De acordo com as pesquisas um dos grandes efeitos da meditação é alterar a atividade de genes que regulam o impacto do estresse no organismo, uma ação importante para quem vive sob as pressões da vida corporativa. É comprovado pela ciência que a meditação gera o bem-estar que se traduz em produtividade, além de trazer outros tantos benefícios para a saúde.

Conheça os benefícios da meditação à saúde:

1. Combate o estresse
Há uma diminuição na atividade de genes do estresse, como os que produzem inflamação, e um aumento na função dos genes que ajudam as células a produzir energia.

2. Melhora o raciocínio
Estudantes que praticaram meditação tiveram um desempenho melhor em testes de compreensão de texto. A concentração e a memória de curto prazo melhoraram.

3. Trata a ansiedade
Uma revisão de estudos sugere que é semelhante a eficácia de antidepressivos e da meditação para tratar sintomas de ansiedade e depressão leve.

4. Diminui o risco de infarto
Voluntários que praticaram meditação reduziram pela metade a chance de sofrer infarto ou derrame, em comparação com os que não meditaram.

5. Controla a pré-hipertensão
Em mulheres com pressão arterial mais alta que o normal, mas que não precisam de medicação, houve redução maior nas que praticaram meditação.

6.Promove a longevidade
Praticantes têm atividade 30% maior da enzima telomerase. Ela repara estruturas dos cromossomos, cujo encurtamento está associado ao envelhecimento.

7. Alivia a dor
Mesmo em praticantes iniciantes, a meditação parece reforçar as áreas do cérebro envolvidas na sensação de dor. Voluntários sentiram menos desconforto ao receber choques.
 

Deixe o seu comentário

0Comentários

« Voltar